NikkeyBrasil - O site do japonês no Brasil
24/10/2017. Bem-vindo ao NikkeyBrasil. Hoje, com 8292 cadastrados - 30.098.657 visitas
Empresa ou produto:



HOME            
Os terremotos mais mortais desde o começo do século XX

— Estes são os terremotos mais mortais desde o início do século XX.

- 4 de abril de 1905, em Kangra, na Índia: 20 mil mortos. (7,5 graus)

- 17 de agosto de 1906, em Valparaiso, no Chile: mais de 20 mil mortos. (8,1).

- 28 de dezembro de 1908, em Messina, Itália: terremoto e maremoto causaram 83 mil mortes. (7,5).

- 13 de janeiro de 1915, em Avezzano, Itália: cerca de 30 mil mortos. (7,0)

- 16 de dezembro de 1920, em Ningxia, China: 235 mil mortos. (8,5)

- 1º de setembro de 1923, em Yokohama, no Japão: 140 mil pessoas morreram no terremoto e incêndio. (8,2)

- 22 de maio de 1927, em Nanshan, na China: mais de 200 mil mortos. (8,0)

- 23 de maio de 1927, em Gansu, na China: mais de 80 mil mortos. (8.0)

- 15 janeiro de 1934, em Bihar, na Índia: pelo menos 10.700. (8,3)

- 30 de maio de 1935, em Quetta, na Índia (agora Paquistão). Mais de 50 mil mortos. (7,6)

- 26 de dezembro de 1939, em Erzincan, na Turquia: entre 35 e 40 mil mortos. (8,0)

- 1º de janeiro de 1939, em Illapel, Chile: pelo menos 28 mil mortos. (7,8)

- 15 de janeiro de 1944, em San Juan, Argentina: 8 mil mortos. (7,2)

- 29 de fevereiro de 1960, em Agadir, Marrocos: entre 12 mil e 13 mil mortos e 25 mil feridos. (6,7)

- 22 de maio de 1960, no Chile: tremor no mar provou tsunamis que mataram entre duas mil e 5.700 pessoas. (8,5)

- 1º de setembro de 1962, em Qazvin, no Irã: 12 mil mortos. (6,9)

- 31 de agosto de 1968, no nordeste do Irã: entre 10 mil e 15 mil mortos. (7,3).

- 1º de janeiro de 1970, em Yunnan, China: mais de 15.600 mortos. (7,3)

- 31 de maio de 1970, em Monte Huascaran, no Peru: terremoto e avalanche mataram 66.800 pessoas. (7,5)

- 23 de dezembro de 1972, em Manágua, na Nicarágua: cerca de 10 mil mortos. (6,3)

- 11 de maio de 1974, em Sichuan, na China: entre 10 mil e 20 mil mortos. (7,1)

- 4 de fevereiro de 1976 na cidade da Guatemala: 26 mil mortos, 74 mil feridos.(7,5).

- 28 de julho de 1976 na cidade de Tangshan, na China: 242 mil mortos e 164 mil feridos. (7,8).

- 16 de setembro de 1978 em Tabass, no Irã: 25 mil mortos. (7,2)

- 10 de setembro de 1985, na Cidade do México: pelo menos 10 mil mortos. (8,1).

- 6 de março de 1987, no Equador, fronteira com a Colômbia: cinco mil mortos.(6,9)

- 7 de dezembro de 1988, na Armênia soviética: 25.000 mortos, segundo o balanço oficial (6 a 7 graus Richter).

- 21 de junho de 1990, no Noroeste do Irã (províncias de Ghilan e Zandjan: 37.000 mortos, mais de 100.000 feridos (magnitude 7,7).

- 16 de julho de 1990, em Luzon, principal ilha das Filipinas: 2.600 mortos, 3.440 feridos (7,7).

- 1º de fevereiro de 1991, no Afeganistão e Paquistão: pelo menos 1.500 mortos (6,8).

- 20 de outubro de 1991, sopé do Himalaia, Norte da Índia: 768 mortos (6,6).

- 13 de março de 1992, Leste da Turquia: 653 mortos, 700 feridos (6,8).

- 12 de outubro de 1992, Egito, região do Cairo: 552 mortos (5,5).

- 12 de dezembro de 1992, ilha das Flores, Indonésia: mais de 2.000 mortos (6,8).

- 30 de setembro de 1993, estado de Maharashtra, Oeste da Índia: 7.601 mortos (6,4).

- 6 de junho de 1994, sul da Colômbia: 1.100 mortos (6).

- 17 de janeiro de 1995, na região de Kobe-Osaka (Japão): 6.500 mortos (7,2).

- 27 de maio de 1995, Rússia, norte da ilha de Sajalin: 1.841 mortos (7,5).

- 28 de fevereiro de 1997, Irã, na região de Ardebil (Noroeste): 1.000 mortos e 2.600 feridos (5,5).

- 10 de maio de 1997, Leste do Irã: 1.600 mortos e 3.700 feridos (7,1).

- 30 de maio de 1998, Nordeste do Afeganistão: 5.000 mortos (7,1).

- 17 de julho de 1998, em Papua Nova Guiné: 2.123 mortos em decorrência de dois tremores na costa setentrional, 800 km ao norte de Port Moresby (7).

- 25 de janeiro de 1999, centro da Colômbia: 1.230 mortos, 5.300 feridos (6).

- 17 de agosto de 1999, Noroeste da Turquia: pelo menos 20.000 mortos e mais de 43.000 feridos (7,4).

- 21 de setembro de 1999, Taiwan: 2.500 mortos e 11.000 feridos (7,3).

- 12 de novembro de 1999, Noroeste da Turquia: mil mortos e 5.000 feridos (7,2).

- 13 de janeiro e 13 de fevereiro de 2001, El Salvador: dois violentos terremotos causaram 1.142 mortes, 2.000 desaparecidos e 1,3 milhão de desabrigados (7,6 e 6,6).

- 26 de janeiro de 2001, Oeste da Índia (Gujarat): mais de 20.000 mortes e 160.000 feridos (7,9).

- 25 de março de 2002, norte do Afeganistão: entre 800 e 1.000 mortos e 300 feridos, segundo a ONU. Para o governo afegão 1.800 mortos e milhares de feridos (6).

- 22 de junho de 2002, oeste do Irã (províncias de Qazvin e Hamedan): 235 mortos e 1.300 feridos. (6,3).

- 24 de fevereiro de 2003, China, oeste de Xinjiang: 268 mortos (6,8).

- 1º de maio de 2003, província Bingol, Turquia: 176 mortos e quase 500 feridos.

- 21 de maio de 2003, cidade de Argel e departamento de Bumerdes: 2.277 mortos e mais de 10.000 feridos (6,8).

- 26 de dezembro de 2003, cidade de Bam, no Irã: 31.884 mortos e 18.000 feridos (6,7).

- 24 de fevereiro de 2004, um tremor causa 628 mortos e 926 feridos na região marroquina de Al Hoceima (6,1).

- 26 de dezembro de 2004, um terremoto frente às costas de Sumatra (Indonésia) provoca um maremoto (tsunami) que atinge 11 países do sudeste asiático causando 288.800 mortes (9 graus).

- 22 de fevereiro de 2005, um violento tremor causou mais de 270 mortos e 600 feridos na província iraniana de Kerman (sudeste).

- 28 de março de 2005, Indonésia: 1.000 mortos na ilha de Nias, frente ao litoral da Sumatra (8,7).

- 8 de outubro de 2005, Paquistão-Índia: tremor de magnitude 7,6 na escala Richter causa a morte de 75.000 pessoas no Paquistão e na Índia, concretamente na região de Caxemira.

- 27 de maio de 2006, Indonésia: Mais de 2.000 pessoas morreram em um violento tremor que afetou a ilha indonésia densamente povoada de Java (7,5).

- 16 de julho de 2007, Japão: um tremor de 6,8 graus deixa 10 mortos e danifica a central nuclear de Kashiwazaki-Kariwa (centro do país).

- 15 de agosto de 2007, Peru: um terremoto de 7,7 graus deixa mais de 300 mortos e mais de 800 feridos.

- Maio 2008, China: um terremoto na província de Sichuan (sudoeste) deixa 87.000 mortos e desaparecidos (7,8).

Todos os Direitos Reservados. Copyright ® ABRAON
pagina gerada em 0.1740 segundos.